Observe como está o irmão de Suzane Von Richthofen

Um dos casos que mais chocou o Brasil foi o caso dos Richthofen. Pai e mãe foram mortos a mando da própria filha, Suzane Richthofen. Porém, o que nem todos lembram é que Suzane não matou o irmão, Andreas Richthofen.
Suzane é muito falada até os dias de hoje, pois o crime aconteceu em 2002, há 18 anos atrás. O nome de Suzane ainda é lembrado como a assassina dos pais, e sua história virará até filme, porém, pouco se sabe sobre Andreas e o rumo que tomou depois da cruel morte dos pais e a prisão da irmã.
Andreas, infelizmente, não deu a volta por cima nessa tragédia, e acabou seguindo um triste destino. Andreas passou a viver com a avó e o tio depois que o crime aconteceu, e cerca de quatro anos depois, sua avó Loudes Maganani Abdalla acabou falecendo, o que foi mais um grande choque para o garoto.

Andreas continuou estudando, e chegou até mesmo a ser aceito em algumas universidades, porém o crime ainda era muito recente em sua mente e na dos brasileiros. NO ano de 2015, Andreas escreveu uma carta, relatando seu lado da história após o crime, e disse que tudo o que sentia era raiva.
Dois anos depois, em 2017, o rapaz foi pego invadindo uma casa e foi conduzido e internado em uma clínica de reabilitação, o que ganhou muito espaço na mídia na época. Quando foi encontrado, Andreas estava deitado no chão e fala coisas sem sentido, frases avulsas.
Andreas estava com uma aparência precária, roupas rasgadas, fazia uso de drogas e bebidas e tinha seus olhos vidrados. Ele permaneceu por um tempo na clínica, onde não recebeu muitas visitas. Hoje, quase 20 anos após o crime, a irmã tenta entrar em contato com ele.
Não esqueça de deixar o seu comentário. Ele é de grande importância para toda a nossa equipe e sempre contribui para o diálogo de temas com maior relevância para nossos leitores.